Arquivo de Setembro, 2009

Posted in Uncategorized on Setembro 26, 2009 by Juvi

Eu te vi
Andando ali
tão perto e eu cai
Denovo assim
O que vai ser no fim?

E o teu sorrir
eu guardo pra mim
nunca canto aqui
só pra lembrar como era bom

Não tem mais o café
Nem as tardes no sol
O inverno é inverno e só

(falta acabar mas agora é válido)

O Banco

Posted in Uncategorized on Setembro 11, 2009 by Juvi

Um banco vazio
Nada além de mim
E versos de Drummond
(belos versos)

Sorte a minha
Que em certo momento
Levantei meus olhos
e te vi passar

Com toda beleza
Toda calma
Toda leveza – e te fiz poesia

Encheste meus olhos
Deixaste menos vazio
O banco
O coração
De quem lia Drummond

Fique à vontade

Posted in Uncategorized on Setembro 8, 2009 by Juvi

Eu tenho pressa porque sei
que o tempo passa e ja basta
de ser assim, tão só
Felicidade, fique à vontade
pra visitar esse meu lar
que há tempos não sabe
o que é sorrir

Eu sei
não é fácil assim
Mas me deixa fingir
que está tudo bem
e que meu bem vai voltar
não importa quando
não importa como
Me deixa fingir

Eu sei, é triste
mas é o meu final feliz

Posted in Uncategorized on Setembro 7, 2009 by Juvi

Oh! Amigos!
Eu só vim pra dizer
Que desta vez eu vou embora
Está na hora, já nem sei

Ela está de volta
E me assusta, agora mais
Eu não sei a hora de dizer que não
então, tudo bem

Mas se eu for
é com o peito apertado
por todo amor que agora guardo
Em meu pequeno coração

Avenida Colorida

Posted in Uncategorized on Setembro 6, 2009 by Juvi

Quando é o coração que para
Quando já não existe mais fala
Que possa reparar
Tudo o que foi dito e foi feito

O melhor a fazer
É descer a Avenida
Colorida de flores
Comprar um jornal
Pra distrair as dores

Mas é você que lê meu jornal
E toma café comigo de manhã
E na esquina, parada vê o bonde levar
Consigo o resto do dia

Mas esse bonde
Eu não sei onde vai dar
Sentei do lado da saudade
E ela foi me acompanhar

Mas é você que lê meu jornal
E toma café comigo de manhã
E na esquina, parada, vê o bonde levar
Consigo o resto do dia