O Banco

Um banco vazio
Nada além de mim
E versos de Drummond
(belos versos)

Sorte a minha
Que em certo momento
Levantei meus olhos
e te vi passar

Com toda beleza
Toda calma
Toda leveza – e te fiz poesia

Encheste meus olhos
Deixaste menos vazio
O banco
O coração
De quem lia Drummond

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: